“Pra não dizer que não falei das flores”

Se numa atitude positiva contagia-se outras pessoas?

Se essas pessoas contagiadas também tivessem atitudes positivas?

Aonde isso chegaria?

As questões acima são simples, simples como tudo deveria ser. Simples como todo o conhecimento que os Espíritos trouxeram através da maestria de Allan Kardec. Mas são apenas questões, não é mesmo?

Não paramos para pensar que uma boa ação realizada neste instante, pode ter desdobramentos inimagináveis, pode alcançar pessoas do outro lado do planeta. Pequenas ações podem ser qualquer coisa: a iniciativa de utilizar-se de garrafas PET para criar “lâmpadas” em comunidades carentes; a ideia de criar um projeto de educação sustentável em locais onde a poluição e o lixo tomam conta do ambiente; iniciar um “banco popular” para o desenvolvimento de pequenos empreendedores e, consequentemente, geração de renda e dignidade em comunidades onde a pobreza impera. Esses são exemplos micro que no macro trazem um resultado esplêndido a quem se beneficia deles.

Uma atitude positiva também pode ser, aquele “bom dia”, que esquecemos de dar pela manhã; aquele “sorriso” que ficou esquecido no canto da boca; aquele “abraço” que o tempo levou; podemos realizar pequenos milagres diários em nossas vidas, depende de nós.

Cada pequena ação que tivermos, pode contagiar outras pessoas, e essas pessoas repassando essa mensagem a outras e assim sucessivamente... e um dia, a mesma intenção de bondade pode voltar para nós em forma de um “sorriso”, um “agradecimento”, um “alento”. Mas, lembrem-se que cada ação tem que ser feita de coração, com sinceridade e sem esperar recompensas. Dessa forma, as questões que começaram esse texto podem ser compreendidas e respondidas de forma simples e verdadeira.

Deixemos de lado nosso pieguismo, olhemos mais adiante onde enxergam aqueles que fazem a diferença em suas jornadas terrenas. Vamos nos contagiar de boas ideias, boas energias, boas atitudes, e principalmente, vamos praticar o que aprendemos, vamos copiar o que nos faz feliz, o que nos alegra, o que nos torna verdadeiros “Homens de Bem”.

Somos espíritos imortais em constante evolução, ajamos como tal!!!

Uma excelente semana!

Equipe CEIL Recanto do Saber

Posts em Destaque