“Não temos tempo a perder”

Tão escasso e tão necessário.

Todos devem ter a percepção que o tempo está passando cada vez mais rápido, dando a impressão que as crianças crescem rápido demais, que não se dá conta do que há para fazer, que não se consegue iniciar algo novo...

“Não tenho tempo para pensar nisso...”;

“Não consigo voltar a estudar porque não tenho tempo”;

“Não consigo dar atenção para as pessoas porque preciso terminar minhas atividades”.

E o tempo, além de escasso, tem se tornado a resposta mais usada para justificar ausências, falta de vontade entre outras situações.

Também usado em diversas expressões cotidianas: “tempo é dinheiro”; “o tempo voa”...

Com o passar dos anos, a sensação de todos é a de que o tempo está passando mais rápido, porém, a quantidade de horas num dia, de minutos numa hora e de segundos num minuto, continua sendo a mesma. Primeiro, com a era Industrial e depois com a era da Informação, a evolução e rapidez da comunicação, nos adaptamos a uma era em que as coisas acontecem de maneira rápida: as pessoas querem andar rápido nas ruas, dirigir com pressa, otimizar o horário de almoço e com isso acabam: deixando de dar a atenção devida à sentimentos, às diferenças entre as pessoas, de ler um bom livro, de admirar a natureza e tantas outras coisas que nos são oportunizadas por Papai do Céu.

Achamos que o tempo está “voando”, mas paremos para analisar:

Como estamos administrando o nosso tempo?

Em sua maioria, as pessoas saem atrasadas para seus compromissos, acordam tarde porque foram dormir tarde, comem rápido porque “não tem tempo” de fazer uma refeição com calma. E essa aceleração toda causa: estresse, impaciência e prejudica, inclusive, a saúde.

Além de desgastarmos ainda mais, nosso fluido vital com essas supérfluas preocupações, deixamos de aproveitar oportunidades em nosso dia a dia, desde um simples entardecer até nos esforçarmos para estudar ou realizar algo que faça a diferença em nossa vida e na de outras pessoas, quando nos preocupamos só em reclamar da falta de tempo e não nos organizamos devidamente.

Precisamos planejar melhor o nosso dia e o que queremos e daremos conta de realizar – nem mais, nem menos. Precisamos dar o melhor de nós em tudo o que fazemos, mas somente o que sabemos que conseguiremos realizar. A expectativa em fazer mais e/ou “mostrar” mais aos outros, é uma enganação à nós mesmos – e aos outros, que convivem conosco.

Valorize o tempo que lhe foi dado.

Ele está sendo contabilizado qualitativamente e cada um de nós é responsável pelo que fez dele, acumulando “créditos” ou “débitos” espirituais. Lembremos da parábola dos talentos (ESE – Cap. XVI), da qual o Senhor põe a responsabilidade de um ou mais talentos respectivamente a alguns cidadãos e à eles cobra o retorno deste. E temos a explicação, posteriormente, de que valorizemos os “talentos” que nos foram dados – aqui comparemos ao tempo e a tudo o que fizermos dele.

Podemos empregar o nosso tempo aprendendo, ajudando o próximo, ou podemos utilizá-lo para assistir TV, ficar no celular... a escolha e a responsabilidade recairão sempre sobre nós mesmos.

Todos estamos aqui, nesse Planeta, para nos aperfeiçoarmos, para aprendermos e passarmos por novas experiências.

Todos estão aqui para muito mais que uma simples “corrida maluca” contra o tempo para uma reunião cotidiana, ou para pagar contas, ou para dirigir um carro...

Todos temos um propósito!

E devemos viver em busca disso! De nos melhorarmos, mas sem esquecer de buscar atividades que tragam alegria e nos faça ter vontade de continuar nesse caminho.

Se você não está feliz com as atuais atividades que realiza, tente mudar;

Se você não quer mudar, pode escolher entre prosseguir com um sorriso no rosto e fazer a diferença no seu dia e na de quem o rodeia, ou viver amargurado e contaminando outras pessoas;

Planeje seu dia e o que será dele;

Reflita sobre o dia que passou e crie ações para melhorar os pontos falhos;

“Hoje” é sempre o melhor dia para fazer melhor do que “ontem”.

Valorize o seu tempo!

Com votos de uma semana bem planejada e com a sensação de proveito.

Equipe CEIL.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber