O mundo não tem mais jeito!


Será mesmo?

Vivemos um momento de bombardeio de informações, estamos rodeados de meios de comunicação, que nos proporcionam saber o que acontece no mundo todo.

Com um clique, ou uma mensagem, conseguimos conversar em tempo real com uma pessoa que está do outro lado do planeta; podemos ler pela internet, jornais que circulam em outros países; conhecemos costumes e tradições diversas, sem sair de casa.

Ao longo dos anos, ficou muito mais fácil acessar informações e nunca estivemos tão conectados virtualmente.

Se pararmos para pensar, voltando apenas 20 anos, ainda não eram todas as pessoas que tinham acesso à Internet, a maioria se informava das notícias por meio da televisão - quando davam a sorte de ligá-la no momento em que a notícia estava sendo dada - e o telefone era usado somente para fazer e receber ligações.

Muitas pessoas acham que as coisas no mundo estão piorando, mas muitas delas talvez não se deram conta de que não havia tantos meios de informação e comunicação disponíveis para disseminar os acontecimentos, descobertas, notícias etc, anos antes.

O povo acabava não recebendo as informações que hoje nos chegam tão rapidamente.

Como se não houvesse existido corrupção nos tempos remotos; Esquecem-se também, quantos direitos não existiam para mulheres, crianças e idosos, já conquistados na maior parte do mundo; O direito a liberdade de expressão; a defesa a favor das raças e culturas - proibindo a escravidão; a proteção aos direitos de escolha da opção sexual escolhida; o direito ao trabalho, à moradia, enfim...

São tantas melhorias já conquistadas ao longo dos anos!

O nosso mundo é ocupado por pessoas, seres humanos em melhoramento, e que ainda têm muito a lapidar o Espírito. E a mudança no mundo depende da mudança e melhora de cada um de nós.

Então, antes de pensar ou dizer que o mundo não tem mais jeito, pare e reflita: o que EU estou fazendo para contribuir?

Será que eu tenho "jeito"?

Se estamos tendo essa oportunidade, é porque os grandes arquitetos espirituais acreditam que nós ainda "temos jeito".

E se eles, que são tão superiores à nós, acreditam, por que muitos de nós não acreditamos na melhora do mundo?

Sejamos mais humildes e caridosos com a imperfeição alheia e tratemos, nós, de darmos o nosso melhor para contribuir com a mudança no mundo.

Na questão 642, de O livro dos Espíritos, Allan Kardec pergunta se "Será suficiente não se fazer o mal, para ser agradável a Deus e assegurar uma situação futura? ", da qual eles respondem:

“Não: é preciso fazer o bem, no limite das próprias forças, pois cada um responderá por todo o mal que tiver ocorrido por causa do bem que deixou de fazer.”

Portanto, sigamos conforme dizia Mahatma Gandhi: "Sejamos nós, a transformação que queremos no mundo".

E essa é a nossa grande missão!

Com votos de uma semana de reflexão e de melhorias a cada dia.

Equipe CEIL Recanto do Saber.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber