Sou FORTE ou ORGULHOSO?


Quantas vezes você tenta segurar o mundo de alguém, e vai deixando que o seu desabe? Quantas vezes você dá um conselho a uma pessoa, enquanto, na verdade, é você quem mais precisa de um? Quantas vezes você enxuga as lágrimas dos outros, enquanto isso você se esconde num cantinho sozinho para deixar que as suas lágrimas rolem pela sua face? Quantas vezes você desejou ser forte o tempo todo, mas longe de tudo e de todos choras sozinho em silêncio para que ninguém possa te ouvir ou te ver chorar, só porque você se considera ser uma pessoa forte, que tudo pode sozinho?

Será que realmente você é uma pessoa forte? Tudo pode fazer e resolver sozinho? Será que você realmente está certo em achar que os outros precisam de incentivos, de uma palavra amiga, de um afeto, de carinho, e você não, porque você tem que estar fazendo isso, não os outros fazendo por você?

Fazer uma auto-análise sobre a sua própria pessoa não é nada fácil, pois quando você está acostumado, por orgulho a achar que você é quem deve resolver tudo, vai sempre achar que está tudo bem com você, dificilmente vai reconhecer que, num momento ou outro, vai precisar de alguém.

Muitas vezes confundimos nosso orgulho com ser forte.

O egoísmo faz com que você seja momentaneamente forte, mas longe de tudo, sua fraqueza aparece deixando bem claro para você, que não existem pessoas que sejam fortes o tempo todo, que até os mais fortes de todos os fortes, tiveram os seus momentos de fraqueza.

Muitas vezes precisamos sim, de alguém que nos acolha com sentimentos bons e com palavras de carinho, que nos dê um abraço e que diga que tudo vai dar certo, que está tudo bem. E que nos faça sentir que não somos, não estamos e nunca estaremos sozinhos.

Que não somos fortes o tempo todo e que, nessa caminhada terrena, em algum momento da caminhada, vamos precisar uns dos outros, de alguém que nos auxilie em um momento difícil.

Se assim não fosse, não precisaríamos de familiares, não teríamos amigos e nem uma convivência com as outras pessoas. Seríamos individuais, cada um pra si, andando sozinhos nesta estrada da vida.

Mas não é assim, nosso criador nosso Pai maior nos colocou aqui, rodeados de pessoas para que juntos possamos aprender, ensinar, nos respeitar com as nossas diferenças e juntos buscarmos o caminho da evolução.

Não queira ser diferente para os outros.

Faça a diferença em sua própria vida!

O amor próprio não é orgulho, o amor próprio é você estar bem consigo mesmo.

Antes de querer fazer alguma coisa para alguém, faça uma reforma íntima, cuide de você, primeiramente se conheça, se coloque em primeiro lugar, ame-se, valorize-se, seja feliz com você do jeito que você é.

Veja e reveja sua vida como está, olhe para dentro de você e analise se precisa mudar algo. Se precisar, mude, mas se coloque em primeiro lugar.

O autoconhecimento vai fazer com que você alcance os seus objetivos. E estando bem com você mesmo passará a entender que não precisamos ser fortes sozinhos e nem o tempo todo. Não somos perfeitos, todos temos nossos pontos fortes, mas também temos pontos fracos.

Não queira ser conhecido como uma pessoa forte e poderosa, que tudo pode fazer sozinho sem precisar de ninguém. Queira ser conhecido como uma pessoa de sentimentos bons e, acima de tudo sentimentos verdadeiros.

Ame a si mesmo e assim poderás amar e ajudar o próximo, pois nessa caminhada da vida estamos quase sempre precisando uns dos outros.

Que juntos possamos refletir a importância das pessoas em nossas vidas.

Com votos de uma semana de reflexão e paz!

Equipe CEIL Recanto do Saber.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber