Destruição para a renovação


Em tempos de quarentena, tivemos muitas mudanças, desemprego, medo e muito tem se falado sobre a “crise econômica”. Mas em meio ao “caos” e ao desespero estão surgindo novas ideias, novas necessidades, novos modelos de negócio.

Algumas coisas que antes eram valorizadas, se tornaram supérfluas, ou mesmo inúteis, enquanto outras estão sendo mais valorizadas e também criadas. Inserindo isso ao mundo corporativo vemos profissões que, com o home office, não mais existirão. Enquanto outras permanecerão e se readequarão.

Daqui pra frente serão novos tempos, mas sabemos, trazendo para o meio Espírita, que toda crise, problemas, intempéries, são oportunidades de evoluirmos.

Podemos lembrar da lei de destruição, citada por Kardec, em O livro dos Espíritos: “Preciso é que tudo se destrua para renascer e se regenerar; porque o que chamais destruição, não passa de uma transformação, que tem por fim renovação e melhoria dos seres vivos.”

Quantas calamidades já tivemos na Terra, desde aquelas advindas de desastres naturais e outras pandemias e, com isso, conseguimos estudar novos conceitos, meios para criação de construções melhores, bem como, descobrimos tratamentos de cura, vacinas, que melhoraram a saúde das pessoas?

Kardec cita como “destruição necessária”, esta que nos impulsiona a evoluirmos e nos tornarmos melhores, mesmo que para isso, precisamos passar por dificuldades.

Da mesma forma, Kardec cita a “destruição abusiva”, que é aquela onde o Homem usufrui de forma exagerada e não apenas para a sua necessidade.

Se olharmos para trás, dois meses antes da quarentena iniciar, vivíamos um tempo de exageros desenfreados e sem noção das consequências. Vivíamos num ritmo tão acelerado e automático, que não tínhamos tempo para nos conectarmos com nossos familiares e mesmo com o Pai Maior.

Quantas coisas aprendemos a fazer durante a quarentena?

O quanto pudemos estar mais próximos de nossa família?

O quanto percebemos a importância de coisas que não percebíamos antes?

A própria natureza está conseguindo se regenerar, o céu nunca esteve tão azul e os mares tão límpidos!

Pudemos perceber que as gaivotas encheram nossas praias com suas presenças e as tartarugas estão mais livres e seguras, de colocar seus ovos nas areias das praias.

Quanta solidariedade temos visto acontecer?

Temos tanto conhecimento e as informações nos chegam de forma rápida, ou se quisermos, conseguimos aprender com um clique, através da internet.

Somos todos inteligentes e capazes, cada qual com as suas habilidades e precisamos nos utilizar destes conhecimentos, colocarmos em prática, se quisermos progredir.

“O sol nasce para todos”.

Podemos criar, reinventar, reciclar, ensinar o nosso próximo e aprender novas formas de fazer tudo o que quisermos.

Votos de renovação e crescimento.

Equipe CEIL Recanto do Saber

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber