A escola chamada "Terra"

Você já se perguntou: por que comigo?

No dia-a-dia em que vivemos e na busca cada vez maior por nos entendermos, nos conhecermos, é muito comum esse tipo de pergunta em várias situações da vida: perdas materiais, desencarne de um familiar, decepções amorosas, desgostos, enfim! Poderíamos numerar "n" situações, pois são numerosas as tantas que estamos sujeitos a provar enquanto encarnados.

Estar encarnado, é estar à prova, é aprendizado, é oportunidade!

A Terra não é um parque de diversões, muito menos uma prisão. Como bem disseram vários grandes nomes: a Terra é a escola a que nos propomos estar para aprender.

E será que estamos sabendo aproveitá-la para aprendizado?

Ou estamos perdendo nosso tempo reclamando, lastimando ou olhando como a "grama do meu vizinho" é mais verde do que a minha?

Apesar das muitas situações que vivenciamos e ainda vamos vivenciar, quando passamos por algo, "aparentemente", ruim, nos sentimos como se aquele segundo não fosse mais terminar; como se o mundo tivesse que parar naquele momento; como se a “dor” não fosse mais embora...

Mas, o próprio Chico nos deixou uma simples expressão: “Vai passar”...

E sim! Vai passar!

A Terra não pára de girar, os ponteiros dos relógios continuam trabalhando, as pessoas ao seu redor vão voltar às suas vidas normais e você também precisa continuar.

Esses infortúnios, em sua maioria, estavam programados para acontecer. Outros tiveram que acontecer, mesmo que não programados, por algo que o seu livre-arbítrio julgou ser justo fazer em determinado momento. Ou seja, programado ou não, você usou o seu livre-arbítrio, seja antes ou depois de reencarnar.

Dessa forma, conseguimos compreender que está em nossas mãos, nos modificar, buscar nos mover ao que nos realizaria e aproveitar essa escola de aprendizados para superar nossas dificuldades.

Mas essa escola não é feita só de alunos, é feita também de professores! E quantos professores a Humanidade já teve e que nos deixaram grandes ensinamentos... grandes nomes!

Mas não esqueça os professores que as situações da vida trouxeram e ainda irão trazer ao seu caminho: os professores que nos ensinaram a seguir o caminho do bem, os professores das boas maneiras, os que insistiram para que fizéssemos o dever de casa, os que nos ajudaram a dar os primeiros passos... Mas há também, os professores que, ao “puxar nosso tapete”, nos fizeram ficar mais atentos, os que ao nos decepcionar, nos fizeram ver que não devemos criar expectativas para algo que nem mesmo foi prometido, os que ao nos ofender, ensinaram-nos que o melhor é resignar e perdoar...

São tantos os professores... bons ou menos bons – em nossa visão terrena – cada pessoa que passa por nós, tem algo a nos ensinar. Cada situação nos faz aprender a nos conhecermos com todas as inclinações, tendências e sentimentos que realçam em nós enquanto terrenos, mas também nos faz aprender que a vida é uma passagem, que as outras pessoas também têm as suas passagens, que nada, nem ninguém, são definitivamente “nossos”.

Por isso, ore e aprenda a se aceitar, a aceitar as situações que você escolheu e julgou ser o melhor para melhor aproveitamento dessa oportunidade “escolar”.

Seja também, professor para alguns “alunos” e escolha o tipo de professor que você quer ser.

Lembre-se que você e cada pessoa é especial de alguma forma para o Pai. E Ele é a suprema e mais benevolente justiça para com todos.

Desejamos aprendizados enriquecedores e ensinamentos nobres na sua semana!

Equipe CEIL.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber