Democratizando o Saber


Algumas pessoas levam críticas profissionais para a vida pessoal, se chateando, julgando o outro, fazendo comparações, mas sabemos que as críticas devem ser aceitas de forma construtiva, pois todos nós estamos aqui na Terra para nosso aprendizado e sempre teremos o que melhorar, o que aprender. Nunca vamos saber sobre todas as coisas e uns saberão mais, outros menos, cada pessoa tem um potencial inato.

É por isso que vivemos em sociedade, como o próprio Livro dos Espíritos, codificado por Allan Kardec, nos traz. Como podemos acabar com nossos piores vícios, que são o egoísmo e o orgulho? Conviver em sociedade é aceitar a opinião do outro, ceder e silenciar quando for preciso, aceitar a ajuda alheia, ter coragem de opinar diante de alguma situação, reconhecer seus erros e tentar corrigi-los... Tudo é esforço que nos leva a trabalhar nosso orgulho e só nos é permitido quando temos toda essa convivência.

Mais do que nunca, precisamos uns dos outros. Deus foi muito justo quando distribuiu as qualidades de cada pessoa, pois, como seria se todos nascessem inteligentes e sabedores de tudo? As pessoas seriam autossuficientes, porém trabalhariam sozinhas e isoladas, não haveria a necessidade de existirem tantas pessoas no planeta. E, será que elas teriam tempo de fazer tudo? Teríamos talvez pessoas sendo levadas à loucura, por falta de tempo? Se hoje já temos esse tipo de situação em pessoas comuns, que não conseguem ficar sem terminar seus afazeres...

As pessoas poderiam criar robôs que desempenhassem o papel da falta de pessoas, mas robôs têm sentimentos? Haveria a graça de receber um sorriso? De amar, ser amado?

Qual seria o sentido de viver aqui na Terra? Se este planeta é de provas e expiações, aonde devemos reformar nossa moral, resgatar débitos do passado e evoluir?

A reencarnação nos permite retornar, reencontrar pessoas queridas e afins, ajudar uns aos outros, moral ou materialmente. E tudo isso é feito em sociedade, união, fraternidade.

Cada pessoa nasce com suas habilidades, todos somos capazes e inteligentes, sendo que também temos as inabilidades, que nos fazem depender das outras pessoas. O que um não sabe, o outro faz, e o que um não faz o outro sabe fazer.

Que possamos refletir mais antes de falar sem pensar, antes de julgar...

Temos um conhecimento tão rico do espiritismo, sabemos que somos seres milenares, já vivemos tantas outras vidas, já tivemos mais dificuldades e inabilidades e cometemos muitos prejuízos talvez considerados irreparáveis, e porque continuamos a julgar? Vamos começar agora, um dia após o outro a refletir sobre nossas atitudes. Podemos mudar este condicionamento viciante que trazemos de nossas vidas, culturas e criação, e só com o tempo a mudança completa se fará, mas não acontecerá se você não começar. Afinal, nada do que temos levaremos desta vida, e sim o que somos! Podemos fazer um mundo melhor com a atitude de cada um! Acredite!

Com votos de boas energias e coragem para começar!

Equipe CEIL

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber