Falsa honra


“O Cristo não disse a Pedro, no Jardim das Oliveiras: 'Tornai a pôr vossa espada na bainha, porque aquele que matar pela espada perecerá pela espada?'" (O Duelo, Evangelho Segundo Espiritismo).

Na passagem de O Evangelho Segundo Espiritismo, fala-se dos duelos em tempos antigos, duelos de morte, lavar a honra com sangue, épocas de barbáries, em que andar armado era como parte da roupa, não saía-se de casa sem uma espada, ou arma, qualquer coisa era motivo para um duelo, no meio da rua mesmo... e em nossa grata evolução isso já não se faz necessário...

Mas a reflexão que devemos fazer, pensando na evolução do ser humano, em um mundo sem armas e duelos sanguinários, pode ser relacionada ao dia a dia, nas picuinhas, nas ofensas, nas mágoas, nos melindres... e no pensamento de vingança, na falsa moral, na falsa honra...

Satisfazer-se com o prazer de vingar-se, buscando uma falsa sensação de lavar a honra, não deixa de ser um retrocesso na sua evolução.

Seja qual for a ofensa, a pena será a mesma para aquele que vingar-se. Ser o ofendido não lhe dá o direito de ofender, de devolver na mesma moeda. Enfrentar a ofensa com outra ofensa, não o torna melhor, o torna ofensor igualmente.

Nos ensinamentos de Cristo, por toda sua passagem aqui na Terra, o amor é a palavra de ordem, assim como o perdão. Temos o véu do esquecimento de outras vidas, hoje você é o ofendido, mas será que no passado não era o ofensor??

E nessa roda da vida, o quanto você está disposto a perdoar?

O quanto você está disposto a se desligar do ofensor e seguir em frente? Você quer seguir em frente?

Nos primórdios da humanidade, nomeavam-se homens como sendo mensageiros de Deus e, por tais “leis”, ditas por homens, se praticavam barbáries. E disso, surgiu o que temos hoje como alguns ditos populares, como: “quem com ferro fere, com ferro será ferido”, “olho por olho, dente por dente”, que eram situações que ocorriam de fato.

E o que vão pensar de você? Se deixar passar essa ofensa, pensarão que és fraco?

Falsa moral, falsa honra... vingança, ódio, tola vaidade, louco orgulho... estás ainda na Idade Média?

Somente pessoas de moral e honra atrasadas, te questionarão, pessoas de índole duvidosa... pense bem, e não te preocupe com os que querem vingança, preocupe-se com a sua evolução, a sua real moral perante Deus... você prestará contas à sua consciência, na busca do progresso moral, e não aos infelizes que querem que a roda da vida continue na troca de ofensas, na mágoa eterna, e nas tristezas que a vingança tráz, pois a paz de uma consciência tranqüila nenhuma vingança paga...

Substitua os pensamentos ruins por amor ao próximo, caridade, humildade...exercite... não será do dia para a noite... mas não desista!

“Não faça ao outro o que não queres que façam à ti”.

Estamos evoluindo como sociedade, e a sociedade só evolui.

Todos somos peças fundamentais, somos ainda imperfeitos, mas em busca de evolução, e, se você evolui, o seu exemplo de compaixão, de humildade pode ser copiado por outros ao seu redor, e estes sim, são exemplos que merecem ser copiados.

Sigamos em frente com a verdadeira moral de Cristo, tantos exemplos que ele nos deixou...

Dê tempo ao tempo...

Tudo passa, busque amar ao próximo"

Tenhamos compaixão e humildade pois não somos tão vitimas quanto pensamos ser.

Muita paz.

Equipe CEIL - Recanto do Saber.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber