Pense bem antes de criticar.


Nos dias de hoje, da qual o orgulho se faz muito presente na vida de algumas pessoas, ficou difícil poder demonstrar algum tipo de sentimento de carinho ou demonstrar para o outro que você se preocupa com ele. Para alguns se tornou um ato impossível, pois achamos que é fraqueza demonstrar preocupação ou carinho por alguém. Demonstrar sentimentos bons não é fraqueza, mas sim um ato corajoso. Julgar e criticar tornaram-se rotinas na vida do ser humano.

Julgamos e criticamos por mínimas coisas, muitas vezes julga-se o agora, o momento do acontecimento, sem saber o seu passado, sem conhecer sua história de vida, até mesmo dentro de nossos lares. Quando, por algum motivo, alguém erra, não analisamos qual foi o motivo do erro, ou as circunstâncias, mas o julgamos porque errou. Julgar e criticar alguém não nos torna melhores do que ninguém, pois cometemos erros, talvez até mesmo, mais graves do que a pessoa que estamos julgando. Chico Xavier nos diz que: "A melhor maneira de aprender a desculpar os erros alheios é reconhecer que também somos humanos, capazes de errar talvez ainda mais desastradamente que os outros." Joanna de Ângelis também diz que: "Antes de julgar alguém, deveremos conhecer todo seu passado, desde seu nascimento e ainda conhecer todas suas encarnações anteriores, para saber entender as razões que levaram esta pessoa a cometer determinada ação." Quando uma pessoa comete algum tipo de erro, o que mais vemos são críticas e julgamentos desnecessários e equivocados. Esquecem-se que é com os erros que aprendemos a não mais cometê-los novamente.

Não somos perfeitos. Todos já cometemos ou ainda vamos cometer algum tipo de erro em nossa caminhada terrena e é revendo os velhos erros do passado que crescemos, evoluímos e aprendemos a não mais repeti-los. Quando somos alvos de críticas, sabemos o quanto é ruim ser criticado e julgado, então vamos fazer diferente. E quando alguém errar, ou lhe julgar e fazer alguma crítica ao seu respeito, não o veja como uma pessoa má ou ruim, reveja a qualidade dela e as coisas boas que já fez. Existe uma tribo no Sul da África que tem um costume muito bonito. Quando estão diante de uma pessoa que cometeu erros no decorrer da vida, eles agem da seguinte maneira: eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas que ele já fez. A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom. Cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro. Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: “Eu sou bom”. "Sawabona Shikoba!" SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer: “Eu te respeito, eu te valorizo. Você é importante pra mim” Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA, que é: “Então, eu existo pra você” Sabemos que ninguém gosta de ser criticado, e podemos pedir a espiritualidade sabedoria para lidar com os críticos, que muitas vezes são pessoas feridas emocionalmente e, se sentindo assim, acabam ferindo as outras pessoas até mesmo sem querer. Por isso não julgue as suas ações. No livro: O Espírito da Verdade (p. 97 Cap. XII – Item 2) encontramos o seguinte texto, que fala sobre críticas: "Se você está na hora de criticar alguém, pense um pouco, antes de iniciar. Se o parente está em erro, lembre-se de que você vive junto dele para ajudar. Se o irmão revela procedimento lamentável, recorde que há moléstias ocultas que podem atingir você mesmo. Se um companheiro faliu, é chegado o momento de substituí-lo em trabalho, até que volte. Se o amigo está desorientado, medite nas tramas da obsessão. Se o homem da atividade pública parece fora do eixo, o desequilíbrio é problema dele. Se há desastres morais nos vizinhos, isso é motivo para auxílio fraterno, porquanto esses mesmos desastres provavelmente chegarão até nós. Se o próximo caiu em falta, não é preciso que alguém lhe agrave as dores de consciência. Se uma pessoa entrou em desespero, no colapso das próprias energias, o azedume não adianta. Ainda que você esteja diante daqueles que se mostram plenamente mergulhados na loucura ou na delinqüência, fale no bem e fuja da crítica destrutiva, porque a sua reprovação não fará o serviço dos médicos e dos juizes indicados para socorrê-los, e, mesmo que a sua opinião seja austera e condenatória, nisso ou naquilo, você não pode olvidar que a opinião de Deus, Pai de nós todos, pode ser diferente." (Espírito: ANDRÉ LUIZ/ Médium: Francisco Cândido Xavier) Quando, por um motivo ou outro, alguém agir assim com você: lhe criticar, lhe julgar não revida as suas ofensas, sabemos o quanto é ruim ser alvo desses sentimentos, então vamos fazer diferente, vamos demonstrar nossos sentimentos bons, vamos demonstrar que nos preocupamos com as pessoas ao nosso redor, vamos respeitar as diferenças que existem em cada um nós, vamos pagar o mal com o bem só assim estaremos contribuindo para um futuro melhor.

Com votos de uma semana de muita paz e serenidade.

Equipe CEIL Recanto do Saber.

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber