Autodiscernimento (Psicofonia recebida na CEIL Recanto do Saber)


"Senhores e senhoras,

Salaam Aleikum (Salamaleico)!

Autodiscernimento, questão muito ímpar nos dias correntes, donde todos os seres viventes, sejam no plano cármico, no plano de aprimoramento, ou no plano de restabelecimento dos códigos morais universais.

Se faz mister aclimatar as células corpóreas justapondo-se com as formas pensamentos.

Com isso, me dirijo a todos que possam ouvir, ler esta missiva, onde chamamos a atenção para os tantos males que vós outros integram-se no cotidiano, através do lixo mental da aproximação inconsequente de pensamentos nefastos, a mais das vezes, incoerentes com a forma mental que a proposta da vossa essência e da vossa busca. Com isso, quero vos esclarecer que estou a falar daquilo que se torna viciante, recorrente e perturbador em vossas casas mentais.

Quando nominamos a palavra LIXO que é forte e que por sua nomenclatura e significado já vos lembra sujeira, algo que não mais deverá ser utilizado, se transforma em LIXO.

Não aqui me refiro tão somente, às mágoas, às quirelas, mas às aberturas psicoespirituais e energéticas das quais vós outros encarnados, justapondo-se com desencarnados em matéria mental, numa simbiose que, crescente, torna-se dependente para ambos os planos.

É com esta matéria mental que muitos espíritos equivocados no 2º plano, que muito antigamente e antiquariamente o próprio Dante da Itália com vislumbres de intuição nominou na sua tão inesquecível grande comédia, tratando o tema de purgatório. Purgatório pode ser examinado, pode ser entendido como o plano umbralino das mentes decaídas voltando ao ponto, onde esta simbiose serve de alimento, combustível para estes seres esquecidos de si mesmos, donde alimentam-se cegamente, muitos casos involuntariamente, guiados por outras mentes equivocadas, revoltadas, teimosas, que ampliam o julgo da ignorância com tempo determinado para acabar. Mas somos todos nós responsáveis pela transformação e a mudança naqueles que estão encarnados, para não tornarem-se alimentos mentais no julgamento, através das aberturas pequenas, médias e grandes no dia a dia donde, tornam-se receptáculos alimentícios desses seres que são merecedores de pena, de misericórdia e de tolerância.

Entre eles, a intolerância é o combustível que acende a fogueira donde sente-se a força, mas como ondas são atraídos pelas antenas receptoras que são aqueles que se encontram em seus cadinhos, não de purificação apenas, mas de resgates e dívidas tantas a serem quitadas.

Na falta da resignação, na falta da humildade, aqueles que tem, detém pouco, muito, médio conhecimento, esquecem-se do testemunho da prova.

Muitos, apressadamente, batendo o coração na chama da atração corpórea, física, se apressam para não ficarem sozinhos e atraem para si somatórias pesadas que aniquilam a liberdade quando encontra os seres que deveriam ter esperado.

São milhares as contendas, são milhares as problemáticas de cada ser, que não deve ser julgado, nem repreendido, mas compreendido, libertando-os para que possam no planeta Terra, de fato e de direito, a regeneração através da comunicação sem partidos, da comunicação sem bandeiras, mas a única e maior bandeira do Ser Jesus Cristo de Nazaré, o amor incondicional.

O amor que liberta ampliando os vossos corações em chamas vivas, antibióticas, para coibir a alimentação vampiresca daqueles que se apropriam dos vossos pensamentos, que se apropriam das aberturas que vós outros, através de pequenos atos egoísticos, através de pequenos atos de tristeza incontida e mesmo essas tristezas sem motivações, porque não enxergais o vosso próximo ao lado, o vosso vizinho que passa por tremendas situações vexatórias do infortúnio oculto, que neste país são milhares de lares em vossa volta com a problemática conjugal, com a problemática da falta de alimento, com a problemática da solidão.

Temos visto e gratos, gratificados estamos, com as vibrações e as orações para aqueles que tiram a própria vida, que aniquilam a oportunidade de crescimento nessa escola terrena.

Este ato não abrevia nenhum sofrimento, nem abre as portas do término do cessamento da casa mental.

Voltando ao início dessa missiva, desta narrativa, vos chamo a atenção para o que falamos desde o início, da casa mental, do lixo mental. Um condicionamento bom, com boas músicas, com boa leitura, torna-se hábito, que promove o melhoramento de cada um aqui.

Espíritos, seres, desenfaixados do corpo de carne, aqui neste momento ouvem também esta narrativa e locais distantes para que possa soerguer tantos outros decaídos através, não de maneiras religiosas, mas da misericórdia que a Mãe de todas as mães com seu manto sagrado, não faz contendas, nem escolhas, simplesmente ama por amar.

Outros tantos desconfiados, neste início destes trabalhos que aqui, trabalhadores, voluntários se irmanam na boa vontade de fazer algo, no intercâmbio que, com qualidade no amor fraternal, na vontade de servir, fortifica as fileiras de tantos irmãos, como os Caminheiros do bem, como tantos no pouso dos aflitos, como tantos que nós já trabalhamos e de esferas longínquas, seres transcendentais, especiais, rogam junto a Jesus, para que todos possam ser os Cirineus de soerguer aqueles que decaem espiritualmente, mas em especial, conhecendo cada um de vós, a casa mental que vos abriga, por ora, no corpo carnal.

O autoconhecimento não pode ser mera narrativa vocábula, mas uma busca constante para passar na prova carnal de que se encontram. Os que me escutam nos mundos, nas esferas, por intermédio destes aparelhos fônicos, vos digo: que a metáfora da ovelha no aprisco desgarrada... Jesus! Que uma só tem que ser rebatada para o rebanho lusificando vidas, lusificando lares, lusificando alimento. Através do conhecimento do alto, como titulo que vos abri esta noite, do autodiscernimento.

Portanto, finalizando esta narrativa, do autodiscernimento, combate desde já as quirelas mentais.

Abre a faxina e a limpeza diária através de bons hábitos e lograrás em curto tempo a força, a saúde, para que possas avançar na caminhada e transformar vidas através dos conhecimentos.

Aqui vos deixo o ósculo magnético daqueles que torcem por todos vós e por este Recanto para oferecer os conhecimentos.

Shalom!"

Hammed.

Psicofonia recebida através do médium Zé Araújo na reunião mediúnica da CEIL Recanto do Saber, no dia 20/01/2019

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber