Automatismo inconsciente

A correria do dia a dia tem levado muitos de nós a executar rápido suas atividades e tarefas, seja no trabalho ou na vida pessoal, fazendo com que nos deixemos entrar num automatismo inconsciente.

Sem querer, quando percebemos, estamos fazendo coisas e agindo de um jeito diferente do nosso próprio jeito de ser.

Caminhe pelas ruas, ou mesmo dirija um carro observando as pessoas. É perceptível uma quantidade de pessoas atravessando as ruas sem olhar bem se está vindo um carro; motoristas apressados e enraivecidos "cortando" a frente de outros carros, sem pensar nas consequências que isso pode levar. E isso acaba contagiando, de certa forma, outros que estavam "bem", mas agora se sintonizam com esse tipo de sentimento. Olhando dessa forma, podemos pensar que há muitas pessoas vivendo como "zumbis", mas ao invés de mortos-vivos, vivos-mortos.

Com certeza estão vivinhos da Silva, encarnados ainda, mas sem a devida consciência de si, na maior parte do tempo.

Mas como será no final de todo esse processo?

Ao desencarnar, como quero chegar do outro lado?

Devemos ter cuidado para não cairmos nesse automatismo, pois quando assim estamos, perdemos o controle de quem somos, do que pensamos (ou deveríamos pensar), nos sintonizamos com energias que travam o nosso processo evolutivo e esquecemos da vigilância constante. Consequentemente, deixamos de nos perceber e de nos autocriticar, achando que estamos indo sempre bem, sempre no caminho certo, sem a humildade de reconhecer os próprios erros.

Quanto mais inconsciente estamos, mais difícil abrirmos a mente para os bons conselhos espirituais, para os aprendizados e para a evolução.

Somos sempre avisados e orientados por diversos Espíritos desencarnados, no trabalho mediúnico, sobre o estado com a qual aportam diversos Espíritos recém-desencarnados, perdidos, inconscientes, sendo até difícil conversar e encontrar um ponto-chave para levá-lo a algo que o desperte: a emoção, ao arrependimento e à humildade para pedir socorro.

Diversos são os que lá chegam, vazios em conteúdo, por déficit de conhecimentos, leituras edificantes, aprendizados e prática do bem, precisando serem "despertados" pelos trabalhadores espirituais.

Dessa forma, nos cabe aqui colocar alguns questionamentos para nos fazermos diariamente:

- Como estou levando a minha vida?

- Qual está sendo o meu foco?

- Com o que estou ocupando meu tempo? Que leituras tenho feito? O que assisto quando tenho tempo? Muitas vezes nos ocupamos com coisas desnecessárias, fúteis, que não nos levam a nada, não nos modificam e não nos fazem evoluir. Vamos despertar antes que seja tarde, através de boas leituras, o exercício da mudança de pensamentos e sentimentos, o esforço diário.

Deus nos quer felizes, mas a felicidade com a qual devemos esperar, é a felicidade futura e eterna.

E esse é o nosso principal propósito aqui nesse mundo: o esforço e a mudança positiva!

Construa essa mudança a cada dia, um passo de cada vez, e chegarás ao objetivo!

Com votos de ânimo, trabalho e consciência.

Equipe CEIL - Recanto do Saber

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber