Corpo & Espírito


O corpo físico é um instrumento extraordinário e indispensável para a atuação dos espíritos em mundos materiais como o planeta em que vivemos.

Nosso corpo físico é formado a partir do encontro dos gametas masculino e feminino, mas nosso espírito é um ser pré-existente que se liga ao novo corpo a partir do mesmo encontro, através do perispírito (envoltório entre o espírito e o corpo físico).

Sendo o corpo e o espírito de naturezas diferentes e necessitando um do outro para se desenvolverem, o perispírito é o elemento indispensável para que ambos se relacionem e se influenciem.

O corpo é a parte material orgânica, que nasce, cresce, se reproduz e morre. Para exercer suas funções, entre elas manter seu funcionamento e sua sobrevivência, possui atributos, aptidões e necessidades próprias, e procura satisfazer quase sempre de forma automática e instintiva.

O corpo também recebe as impressões do mundo exterior, que são levadas ao espírito através do perispírito.

Quando essas impressões levadas pelo perispírito chegam ao espírito, são percebidas e interpretadas, gerando reações e respostas ao corpo, que são emitidas e devolvidas pelo mesmo veículo, o perispírito.

A alma (nome que se dá ao espírito quando está encarnado), é o ser espiritual, que sente, pensa, decide, age e se expressa no mundo material através do corpo, tem também atributos, aptidões e necessidades que lhe são próprias, que a impulsionam a uma evolução contínua, de forma consciente e inteligente.

O espírito é imortal, é a individualização do princípio inteligente do universo, e encarna em mundos materiais para se desenvolver e, ao mesmo tempo, cooperar no desenvolvimento de outros seres que coexistam no mesmo mundo material.

Enquanto o corpo tende a se satisfazer, a alma, como ser moral necessita se desenvolver, se educar usando os recursos compatíveis para esse desenvolvimento, tentando alcançar a máxima perfeição possível e a felicidade. E o corpo é o instrumento que a alma tem para esse trabalho.

Enquanto a existência durar, ambos devem trabalhar juntos, buscando viver em equilíbrio.

Mas como podem ambos viver em harmonia, sendo de naturezas diferentes e tendo atributos, aptidões e necessidades também diferentes?

Demonstrando as relações existentes entre corpo e alma, o espiritismo nos esclarece que os dois são reciprocamente necessários, sendo indispensável cuidar bem de ambos.

Se o corpo é o instrumento de evolução para o espírito, é preciso conhecer as suas necessidades, e as satisfazer sem prejudicar as necessidades da alma, que é quem realmente deve comandar os sentimentos, pensamentos e ações.

O homem se reconhecendo como espírito imortal, que ainda está imperfeito, precisa se esforçar para evoluir através do desenvolvimento dos seus atributos, assumindo sua evolução com discernimento, usando com cautela os recursos que a Terra lhe proporciona, entre esses recursos, o uso do próprio corpo como um recurso imprescindível para a vida material.

Contudo a vida corporal, sendo apenas uma passagem na vida do espírito imortal, precisa também ser vivida em função do espírito e não somente em função do corpo, que deve ser amado, cuidado, satisfeito nas suas necessidades, respeitado como instrumento precioso que é, mas não como a principal preocupação da existência.

O ponto de partida que devemos encarar na nossa vida terrena é justamente a de compreender que a vida espiritual é infinita. Quando conseguimos assimilar isso, conseguimos dar à vida material e aos seus acontecimentos, o seu valor real, sem exageros, sem excessos.

O corpo irá se desfazer pela morte, porém não deve ser menosprezado ou depreciado, nem colocado acima do ser espiritual, ele precisa ser valorizado pela sua importância na contribuição para a evolução do espírito.

O homem consciente da sua imortalidade, saberá usar seu discernimento na satisfação das necessidades do seu corpo e da sua alma, conseguindo o equilíbrio entre ambos.

Valorizemos então nosso corpo físico: feio ou bonito, doente ou sadio, inteiro ou deficiente como um bem valiosíssimo para o espírito imortal. Cuidemos dele com carinho, com dedicação, com discernimento e gratidão pela oportunidade que ele nos concede em nos manifestar, de expressar nossas emoções, nossos sentimentos, nossos propósitos e ideais, enfim, pela oportunidade de, nesta existência, podermos aprender, ensinar e nos relacionar com os outros, fazer amigos, perdoar e amar, o compreendendo como instrumento de evolução do nosso espírito imortal.

Uma frase de Emmanuel, para finalizar: "Devemos cuidar do corpo humano como se fossemos viver eternamente, e do Espírito como se fôssemos desencarnar amanhã."

Com votos de reflexão e autoamor!

Equipe CEIL Recanto do Saber

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procure por Palavras-chaves
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

Rua Engenheiro Odebrecht, 87 - Garcia
Blumenau - SC

Brasil

Fone: 55-47-3336-2204

          55-47-99729-8311

Todos os direitos reservados CEIL - Recanto do Saber